domingo, 13 de março de 2011

Réquiem (mérito merecido)

Finalmente sou quase alguém
Que não queria ser.

Mas temos que ser algo,
Mesmo que um fardo
Para carregar
Ou carregarmos outrem.

Ou embarcarmos num trem
Que esvai, evaporando
E deixando nu,
Desabrigado, desobrigado,
Diz obrigado no réquiem.

O descanso é um mérito merecido.
Réquiem, descanso merecido.

Introduzindo uma mensagem
Extrovertemos as vantagens de opinar,
Intuitivos opinem e assimilem,
Reencontramos nosso réquiem.

O descanso é um mérito merecido.
Réquiem, descanso merecido.
Réquiem, mérito merecido.


(Compositor: Michel F.M.)

4 comentários:

  1. ual... é de tirar o fôlego começando pelo título do blog.

    ResponderExcluir
  2. Adorável o título deste seu blog e seus textos também...

    ResponderExcluir
  3. Olá adorei teu blog, lindo mesmo. Parabéns. Fique a vontade para fazer uma visitinha ao nosso “Alto-falante” e seja mais um membro. Você é nosso convidado especial. http://poetarenatodouglas.blogspot.com/.
    Um grande abraço!

    Renato Douglas!

    ResponderExcluir
  4. cara, absolutamente fudido. poucos sabem o pesar desse "finalmemte". ABraços

    ResponderExcluir